Alunos de Soutelo já não vão ter que estudar fora da freguesia

A comunidade soutelense está de parabéns! A freguesia uniu-se em prol de uma causa comum, garantir a dignidade de todas as crianças da freguesia no acesso à educação, e os resultados estão à vista. Os meninos naturais da freguesia, crianças com idades compreendidas entre os 3 os 6 anos, não vão ser deslocados da freguesia e vão frequentar o Jardim de Infância do Centro Escolar, graças à abertura de uma das turmas que havia sido extinta de forma injustificada e irresponsável. A garantia foi dada pelo DGEstE (Direção Geral dos Estabelecimentos de Ensino). Este desfecho, considerado com o único possível pelas gentes de Soutelo, representa uma vitória clara para a freguesia e para o concelho, assegurando que os seus infantes acesso à educação com condições apropriadas para a formação integral dos nossos jovens.

A Junta e a Assembleia de Freguesia de Soutelo deixam um agradecimento sentido a todos os pais que (mesmo não tendo sido diretamente afetados pelo processo) demonstraram um espírito solidário e adotaram desde o primeiro minuto uma postura altruísta que é de louvar e enaltecer. A autarquia soutelense agradece também às instituições e movimentos políticos que se juntaram a esta causa, bem como à Câmara Municipal de Vila Verde, na pessoa do edil António Vilela, que encetou esforços para encontrar uma solução para este diferendo. É também de saudar a postura dos diferentes partidos políticos (CDU, PSD e PS) que esqueceram divergências e manifestaram apoio a uma causa que, no fundo, diz respeito a todos nós, uma vez que era a qualidade da educação das nossas crianças que estava ‘em cima da mesa’.

Recorde-se que o descontentamento dos encarregados de educação e do executivo da Junta de Freguesia de Soutelo foi motivado o encerramento de duas turmas de Jardim de Infância (JI), que implica o deslocamento de crianças de tenra idade (3-6 anos) para fora de uma freguesia que perfaz o número mínimo de crianças exigido por lei e onde recentemente foi investido um milhão de euros na construção de um novo centro escolar, com dez novas salas dotadas de excelentes condições. A situação motivou uma reunião entre os encarregados de educação, que resultou num abaixo assinado com mais de uma centena de assinaturas. Os soutelenses provaram que a lei estava do lado deles e todos acreditavam, desde o início, que seria apenas uma questão de tempo até a justiça ser reposta.

VENHA CONHECER SOUTELO!

Santuário do Alívio

Fonte S.Miguel

Praia do Mirante

Cruzeiro dos Evangelistas